domingo, 8 de junho de 2014

Meu irmão:


Louca foi a tua paixão
No mundo por ti fechado
Impenetrável de solidão
Pobre (triste) Fado acabado
Num sonho só por ti sonhado.

Foste livre no cerco do teu medo
E livre partiste de mim cedo.
Havemos de nos encontrar
Para mais tarde aí te poder amar.

Que os anjos te dêem a paz
Na guerra perdida da tua vida.

Noite  - 15.dez.1953 – 1.dez. 2011
LM_Inédito - 30.nov.2013 – 18.00h



Sem comentários:

Enviar um comentário