domingo, 8 de junho de 2014

o Vento e o Mar

Na copa das árvores oiço o vento
Como se o mar ali batesse perto
Do rugido de ondas e mar aberto
Som parecido como um lamento
Murmúrio que acalma, mas não vejo,
O porquê de tão intenso e profundo desejo.
Como um lampejo. - É a música do meu Tejo!

LM_9.jul.2013

  
Encanta-me ouvir o mar
O som das ondas a bater
Sobre a praia deserta, ao luar.

Encanta-me ouvir o mar…
Como posso lá chegar?

Oiço o vento a bater
Intermitente
Nas copas das árvores
Dos jardins da minha mente
Oiço o mesmo som
A mesma música e o mesmo dom
De me acalmar
E em mim desejar
Uma vida feita de ar.

LM_9.jul.2013


Sem comentários:

Enviar um comentário