terça-feira, 10 de junho de 2014

pérola

fotos: sofia almeida e luís m.castanheira

Meu poema lavra
Numa só palavra

Com dedo espetado
Escrito na areia
Em praia molhada
Batida pela onda
Num mar de sereia
Este lindo fado.

Dilui-se o teu nome
Na espuma do mar
E aguarda o pronome
Para te abraçar
Diz o oceano
Que te quer levar
Que te quer amar…

Estendo os meus braços
Para te agarrar
És a minha pérola
E não posso deixar.
Fica no meu sonho

Não te deixes rasgar!

LM_08. mar.‘13


Sem comentários:

Enviar um comentário