segunda-feira, 28 de julho de 2014

os olhos na serra


curvas sinuosas de noite e luar
com os lobos na serra a uivar
reflexos ténues de olhos aos pares
e eu, marinheiro, imaginando outros mares
sonhando o silêncio na estrada vazia
na moto seguia, criança, por estreita via.

(mas era o meu pai que a conduzia...)



Sem comentários:

Enviar um comentário