segunda-feira, 20 de junho de 2016

o silêncio da noite


pássaros pré-extintos nas auroras plasmadas
enchem o espaço nas colinas da solidão
o vazio filtra-se incandecente no fogo do amor
e o sorriso dos olhos claros da madrugada
despertam sentidos em chispas de paixão
meus dedos percorrem caminhos escondidos
como se a fome procurasse saciar-se
no leito quente e adormecido do suave lago
a noite foi de luar e o dia nasceu assim para te amar (o dia e eu).
lmc

rolas descobertas na amazónia após 75 anos dadas como extintas_foto net

Sem comentários:

Enviar um comentário