sexta-feira, 18 de novembro de 2016

o nosso dia

o nosso dia

à muito, muito tempo
ouvimos sereias cantar
na costa junto ao mar
e o tempo para nós começou
a contar.

embalamos o sonho
com um beijo, o primeiro
e nunca mais deixamos 
de voar

aquele passeio ao guincho
não esquece, nunca mais.

deambulamos pela feira
perante espanto de olhares
mas o nosso amor nascido
não tinha olhos p'ra outro pares.

éramos estrelas da tarde
a iluminar
as areias da praia e as ondas
brancas 
virgens de tanto segredar
as palavras por dizer
de lábios cerrados
neste livro por ler
...ainda por escrever.

16.nov.2016




Sem comentários:

Enviar um comentário