quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

más notícias


trazem-me notícias más e 
em primeira mão
das misérias 
nos dias ausentes
e das tristezas 
nas noites de solidão.

dos jornais e 
da televisão
todos os dias 
aguardo notícias
e não estas
que mostram um 
mundo sem razão.

a notícia:

"Uma empresa de recuperação de créditos tentou penhorar a refeição de uma funcionária da Misericórdia de Aveiro, mas a instituição recusou-se a cumprir a ordem do agente de execução e pediu esclarecimentos ao Tribunal.
[.....]
No entanto, a instituição respondeu que não podia cumprir a ordem, porque a funcionária toma a refeição no refeitório do lar de terceira idade onde trabalha, e pediu um esclarecimento ao juiz titular do processo.
[.....]
"Quererá o senhor agente de execução deslocar-se diariamente à instituição munido de uma marmita e retirar da boca da executada o seu alimento? A sopa, o pão, o arroz, as batatas, o naco de carne ou a posta de peixe?", questiona a advogada de defesa."

in: jornal "Correio da Manhã", 19.12.2016



1 comentário: