quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

o canto das baleias






vieram de longe 
as baleias
em caravelas estrelares
e traçaram sob os oceanos
um triângulo de lares.

com tanto mar
a querê-las separar

comunicam com a vida 
em linguagem sub-sónica
o amor e a saudade.

cantam a natureza
em melodias espaciais.

e quem as ouve
não mais esquece
aquele fantástico cantar.




3 comentários:

  1. Luis Castanheira
    Que poema tão belo, de ser como que, espacial. Boa construção.
    Boas Festas.

    ResponderEliminar
  2. sentidos despertos para a linguagem maior da Natureza,

    caloroso abraço

    ResponderEliminar
  3. Um poema de inspiração admirável,
    o canto delas são divinos chamamentos
    e nos toca na raiz da alma!...

    Adorei, Amigo.

    ResponderEliminar