quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ao teu regaço

"São Rosas, Senhor
São Rosas...
Estas que ao Meu regaço 
Abraço..."
(livre adaptação)


Ai, se eu te pudesse abraçar
e ao teu colo chegar
ai, como seria este amar
e, voar, voar, voar...
para as estrelas caírem
no teu regaço e virem
todas as palavras não ditas
mas, também, as não escritas
ao teu colo descansar.

Ai, se eu te pudesse levar
comigo, num simples olhar
ai, meu amor, como seria
bater asas e voar, voar, voar...
num qualquer beijo a se dar
ai, amor, era tanto o que teria.

São rosas que eu te quero ofertar
se para tanto
as rosas pudessem falar.

LuísM_13.12.2017


1 comentário:

  1. Rosas ao que parece sem espinhos!
    muito bom.

    abraço, meu caro Luis

    ResponderEliminar