sexta-feira, 1 de junho de 2018

o livro

foto net


hoje não te vi em lisboa.

entre as velhas página amarelecidas pelo tempo
e o abandono involuntário aos olhos
perdidos
procurei-te babilónia dos abandonados
por meio de alfarrabistas de desejos acumulados.

tu não estavas onde nem eu tão-pouco por ti sonhei.

onde páras tu poema que inventei?

lm_01.jun.2018

Sem comentários:

Enviar um comentário