quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ao teu regaço

"São Rosas, Senhor
São Rosas...
Estas que ao Meu regaço 
Abraço..."
(livre adaptação)


Ai, se eu te pudesse abraçar
e ao teu colo chegar
ai, como seria este amar
e, voar, voar, voar...
para as estrelas caírem
no teu regaço e virem
todas as palavras não ditas
mas, também, as não escritas
ao teu colo descansar.

Ai, se eu te pudesse levar
comigo, num simples olhar
ai, meu amor, como seria
bater asas e voar, voar, voar...
num qualquer beijo a se dar
ai, amor, era tanto o que teria.

São rosas que eu te quero ofertar
se para tanto
as rosas pudessem falar.

LuísM_13.12.2017


segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

novembro

e a noite caiu fria
e eu disse-te 
não deixes o sol fugir

agarraste a sombrinha
e saíste 
com medo das estrelas

agora sigo o teu rasto
e guio-me
pelo brilho dos teus passos.

LuísM_04.12.2017

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

...

ai, se de poeta eu fui
nos sonhos sonhados
ai, que assim sejam, pois
todos os minutos depois.

LuísM_29.11.2017



sexta-feira, 24 de novembro de 2017

a partida

barco que parte
na noite
só e o destino
por um rio sem foz
e tão pequenino

e dentro a alma
tão cheia
de vida e
corpo ausente

para outra margem...

(ao pedro rolo duarte)

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

entre Medina e Karbala

enquanto o sol se esquece
escondido entre castelos de 
algodão e raios de solidão
eu estou aqui à tua espera.

e se os meus olhos falassem
dir-te-iam
o que não digo a ninguém:

 vi em cada ser humano
a beleza e a fealdade
a compaixão e a maldade
no seu melhor e no seu pior
em guerras e mortandade
mas também humanidade.
vi em cada folha viva
nas árvores sem guarida
cada palavra escondida
dum poema que não sei
mas de emoções que calei.
vi em cada curso de rio
as veias dum destino
e o sentido que a vida tem
ou as margens que contém.
vi em cada estrela brilhante
a morte num tempo que vem
mas não sei
quanto de vida ela contém.
vi nos oceanos e mares
seres extintos 
sem poderem respirar
mas também vi tanta vida
numa luta desigual.
vi pássaros agarrados aos
ninhos
sem jamais poderem voar
mas também vi muitos pais 
tudo fazerem para os criar. 

por tudo isto e tanto mais 
eu não sei quando virás
não tenhas pressa em chegar
(hoje não é um bom dia)
depois... podes levar-me contigo 
para a terra dos meus pais.